terça-feira, 16 de junho de 2009

Condução Off Road...Dunas e Areia Fofa

Tipos de condução Dunas e Areia Fofa...

O primeiro passo para se enfrentar Dunas e areia muito fofa, que normalmente estão no entorno e no meio das dunas é baixar a pressão dos pneus, em média reduzir em 30% a pressão dos pneus, aumentando assim a área de contato com o solo.

Existem dunas mais “duras”, na verdade com o solo mais compactado, mas normalmente a areia é solta, principalmente pela ação do vento. Além disso, existe a inclinação, que prende ainda mais o veículo. Quando entramos em areia fofa ou começamos a subir uma duna percebemos a resistência ao avanço do veículo, com isso devemos aumentar o ritmo de aceleração, percebendo a desaceleração reduzir a marcha e tentar andar em um ritmo em que o veículo progrida sem precisar forçar o motor ou sistema de tração.

Ao se deslocar em dunas devemos analisar sua altura e a capacidade de nosso veículo em chegar ao topo. Objetivo! Alguns veículos possuem motores potentes, então uma marcha 4x4 bloqueada é o suficiente para se deslocar, outros precisam utilizar a reduzida, não que a 4x4 normal não permita vencer o trajeto, mas poderá estar danificando o sistema de embreagem e forçando o motor desnecessariamente. Já vi em muitos casos veículos que entram nas dunas e não conseguem sair pelo simples fato de que seus condutores, seja por inexperiência e teimosia, insistem em andar em 4x4 normal quando se deveria utilizar a reduzida. Isto acontece principalmente com leigos em veículos a gasolina com X de potência, achando que a cavalagem é o suficiente para vencer o trajeto, enquanto que na verdade o importante seria o torque do motor. Como exemplo um motor a diesel de 70cv produz tanto torque quanto um motor a gasolina de 140cv.

Têm-se um solo muito fofo e uma travessia longa o uso da reduzida faz com que possamos vencer o trajeto com menos probabilidade de atolarmos e sem forçar demasiadamente o conjunto motriz. Por isso uma boa análise do trajeto é necessária.

Um item importante quando se anda em dunas é conhecer o trajeto, evitando assim acidentes sérios e com risco de morte. Sempre que for andar pela primeira vez, vá em grupo e de preferência com alguém que já conhece o trajeto, se não utilize um guia da região. Além disso, existem dunas moveis, e um passeio realizado este ano não significa que estará igual no ano seguinte. Muitos acidentes ocorrem em dunas, então todo cuidado é pouco!

Já sabemos que a pressão dos pneus é importante, que utilizar a reduzida quando as dunas forem de altas e a areia muito fofa é mais indicado. Quando realizar passeios pelas dunas é importante levar alguns equipamentos de resgate, como os que utilizamos ao andar na areia da praia, como: Pá, cintas de resgate, e compressor para poder encher os pneus, caso precise baixá-los demasiadamente. Existem equipamentos auxiliares que faze diferença na hora de sair de uma atolada pesada como o Hi-Lift com base e Lif-Mate (faremos uma matéria especial somente sobre Hi-Lift e seus acessórios) e pranchas de desatolamento. Outros equipamentos importantes para os viajantes mais solitários seria o guincho de reboque e ancora para o guincho (termos matérias sobre esses acessórios).

Como em todo passeio off Road existe a possibilidade de que se venha atolar o veiculo e com isso devemos por em pratica algumas dicas:

Dicas para sair de um atolador.

Repetindo a principal dica, comum a todos os passeios off Roads:

Antes das dicas é preciso lembrar que ter um pouco de experiência é fundamental para se trafegar fora da estrada, então procure adquirir experiência andando em grupo primeiramente e de preferência com alguém que vá passando dicas. Outra coisa importante é ter sempre em seu veículo material de resgate, como cinta de reboque (pelo menos 10m), pá (pode ser uma média), engate para a cinta e um número de telefone de emergência.

Atolando...

Se perceber que seu veículo não está conseguindo sair de frente ou para trás, não force, quando mais forçar mais ele irá se enterrar. Principalmente se no final de uma duna e retornar de ré não irá garantir velocidade, pela falta de espaço, para poder tentar subir novamente. Isso é comum quando se está trafegando entre cadeias de dunas altas e com espaçamento curto entre os topos. Normalmente nessa situação se não tiver um veículo acima, ou um guincho, inevitavelmente terá que descer de ré e tentar no espaço curto subir. No caso de areia fofa e solo nivelado, na maioria das vezes é possível sair sem muita dificuldade, bastando que se baixe a pressão dos pneus e coloque os demais ocupantes do veículo para ajudar a empurrar.

Atolado...

Baixar a pressão dos pneus é a primeira dica para auxiliar no desatolamento, uma vez que aumentasse a área de contato do pneu com o solo, mas cuidado para não baixar muito a pressão o que pode causar a saída do pneu da roda (destalonar). O ideal é ter um medidor de pressão no carro, custa barato e é útil para se deixar uma pressão segura, que seria na casa das 15 libras. Após retornar ao asfalto colocar a pressão original. Em algumas situações de dunas altas é preciso chegar a 10libras, mas muito cuidado, pois praticamente estará no limite de destalonar o pneu. Use sempre reduzida para sair e saindo sempre em meia embreagem.

Se o passeio for por mais de um veículo coloca-se outro para puxar, às vezes se faz necessário algum puxão, mas devesse evitar esta pratica, uma vez que pode acarretar quebra de diferencial, ponta de eixo, transmissão e outros. O ideal é sempre usar um veículo mais pesado para puxar o mais leve, na falta utilizar mais de um veículo, ligando um a outro com cintas e fazendo um trem.

No passeio solitário, não indicado, mas que por ventura pode terminar com o veículo atolado e é nessa hora que a calma tem que prevalecer, principalmente quando se estiver muito longe de alguma possível ajuda. Alguns procedimentos que devem ser tomados:

- não ainda forçar, analise o nível de atolamento e use os equipamentos disponíveis, neste caso a pá é seu principal instrumento;
- murche os pneus, deixe-os o mais baixo possível;
- se não colou o chassis não chão é ter paciência e cavar por baixo do veículo, caso tenho um Hi-Lift erga roda por roda e encha de terra embaixo, deixando o chassi livre, caso não tenha o Hi-lift é cavar por baixo do veículo deixando o chassi livre, demora, mas é assim que sairá;
- faça uma trilha para os pneus;
- acione a marcha reduzida e sai meia embreagem. Com meia embreagem vá se deslocando aos poucos, se não sair, faça a mesma coisa de ré, quando sentir que o veículo está ficando livre libere a embreagem e acelere até um local seguro.
- para auxiliar na saída coloque a frente dos pneus os tapetes do veículo, caso não possua as pranchas de desatolar, servirão com base. Lembrando que quando vamos fazer off Road, principalmente sozinho devemos ter os equipamentos de resgate;

Conselho: evite passear pelas dunas sozinho, se não conhece a região, se não tem experiência neste tipo de condução e principalmente se conhece as dunas seguras para se andar.

Sérgio Holanda

5 comentários:

Rodrigo Haas disse...

Obrigado pelas dicas, atolei nas dunas do RN no último final de semana por ser inexperiente e estar sozinho. Acabei cepando um troller em areia fofa jah perto de anoitecer. Soh consegui sair apos andar 2 km e encontrar um outro dono de troller que teve que dar um puxao ou "sopapo" que acabou entortando o para-choque dele!

Anônimo disse...

Tenho uma pajero sport com pouca esperiencia entrei nas dunas os pneus estavao com as calibragens desreguladas por pouco nao tive poblemas.

Jose Monteiro disse...

A dica foi ótima! Atolei nas dunas de Massarandupio BA; inexperiência (1° vez, reduzi a calibragem, entrei acionando o 4x4; andei bem até fazer uma curva onde atolei, forcei e foi necessário tirar a areia com as mãos depois após chegar outra camionete a dica foi reduzir mais a calibragem, acionar o 4x4 reduzido e ativar o tiptronic, saindo em 2° acelerando com força.. rs rs ai andei bem retornando o passeio pelas dunas, passando dentro de riachos... foi massa!

Thiago Moraes disse...

Muito boa a dica para o inexperiente. Peguei um duna em Aracaju quase fiquei...meu carro é uma Sportage só que não tem a reduzida o meu truque foi balançar a direção para não criar trilha hehehe e sai fora kkk. Abraço

Thiago Moraes disse...

Muito boa a dica para o inexperiente. Peguei um duna em Aracaju quase fiquei...meu carro é uma Sportage só que não tem a reduzida o meu truque foi balançar a direção para não criar trilha hehehe e sai fora kkk. Abraço

TRANSAMAZÔNICA CHALLENGE 2011

Correio Técnico...

Tem alguma dúvida? Quer saber sobre algum assunto 4x4?
Mande um e.mail para: duvidas@transamazonicachallenge.com.br