sábado, 26 de novembro de 2011

Mundo Off Road... Rally de Portugal

Mais novidades no Rali de Portugal

Depois do Autosport ter revelado as mais recentes novidades do Rali de Portugal, com o "Fafe Rally Sprint", os troços noturnos e o regresso à zona de Tavira, os detalhes da prova portuguesa do Mundial de Ralis vão sendo conhecidos.

Assim, sabe-se agora que a super especial dos Jerónimos se iniciará às 14h30, e a exemplo do ano passado, em ordem invertida. Depois disso, os concorrentes deslocam-se para Sul em ligação, para realizarem três troços noturnos, mais curtos que á habitual média da prova portuguesa, cerca de doze quilómetros, de modo a que seja mais fácil ao ACP controlar os aspetos relativos à segurança.

Os três troços realizam-se na zona de Ourique, sendo que Gomes Aires será completamente inédito, enquanto Santa a Clara será uma versão mais curta do troço da prova deste ano. Inicia-se no mesmo local, passa pela conhecida zona espetáculo da "Santinha", mas irá terminar ainda antes da passagem sob a auto estrada do Sul, A2. Já a especial de Ourique, aproveita o mesmo início, mas "vira" para o lado do troço de Silves, mais a Sul, deixando portanto de passar pelo conhecido Salto de Ourique, a casa típica, e sobre a A2.


No dia seguinte, o novo troço de Tavira é uma estreia absoluta, enquanto Alcarias aproveita cerca de sete quilómetros da especial realizada em 2007. Regressa também S. Brás de Alportel, que não se realizou na prova deste ano, e que tem aquela magnífica passagem pelo charco em que os carros saltam à saída (pode ver na segunda foto).

Santana da Serra, Almodôvar e Vascão mantêm-se imutáveis, enquanto a Power Stage vai ser bastante mais curta que o ano passado (o troço de Santana de 2011 foi a Power Stage mais extensa de todo o Mundial de Ralis). Em 2012, a nova Power Stage vai utilizar a segunda parte do troço de Santa Clara deste ano, tendo como zona mais espetacular o gancho que se pode ver na foto que ilustra este artigo.

Por fim, o Shakedown é sensivelmente igual, sendo somente ligeiramente encurtado devido a uma exigência da FIA que restringiu os "shakedown" a cinco quilómetros, sendo que desta feita vai denominar -se "Qualifying Stage", pois os concorrentes realizam duas passagens livres, e uma última cronometrada, com o mais rápido a poder escolher a sua ordem de partida nas provas especiais do segundo dia.

Por: AS-PT

Nenhum comentário:

TRANSAMAZÔNICA CHALLENGE 2011

Correio Técnico...

Tem alguma dúvida? Quer saber sobre algum assunto 4x4?
Mande um e.mail para: duvidas@transamazonicachallenge.com.br