quarta-feira, 1 de setembro de 2010

Mundo Off Road... Sertões Expedition 2010

Sertões Expedition comemora sucesso de categoria turística paralela à 18ª edição da prova

Organizador prevê ampliação do projeto: "Plantamos uma semente para as próximas edições, e muitos participantes planejam repetir a aventura"

As belezas naturais das paisagens por onde o Rally Internacional dos Sertões passa é algo muito comentando por todos os integrantes da caravana, e até mesmo por aqueles que só acompanham por fotos ou vídeos. Durante a competição, na disputa dos trechos cronometrados, a velocidade nem sempre permite que pilotos e navegadores desfrutem de todo esse visual. O interesse turístico pelas regiões por onde a prova passa e o espírito aventureiro intrínseco ao evento e seus fãs incentivou a Dunas Race a criar a categoria Expedition, que aconteceu simultaneamente à disputa regular das seis primeiras etapas do rally, por trilhas paralelas.

Apesar da aparente dificuldade, o Sertões Expedition é um pacote turístico e contou com a participação de casais, famílias e grupos de amigos, que buscavam o contato com a natureza e a adrenalina do Rally dos Sertões, a segunda maior aventura off road mundial, e aprovaram a experiência.

"O Expedition foi uma forma diferente de participar do Sertões, uma porta de entrada. Além de ser um modo sensacional de sair da rotina. Estamos acostumados com o trânsito de São Paulo, e foi muito legal poder dirigir em estradas de terra. Aliás, os guias mudaram um pouco o roteiro por um pedido de todos da caravana, para que pudemos experimentar mais ainda as trilhas off-road. Conheci muitas pessoas bacanas, passei por lugares lindos e pude ver o horizonte, algo difícil entre os prédios da capital", afirmou o publicitário Roberto Flesch, que participou da aventura ao lado de seu irmão.

Organizado pela Alternativas Ecoturismo e comercializado pela Stella Barros Turismo, a expedição largou de Goiânia (GO) no dia 11 de agosto e passou pelas cidades de Caldas Novas (GO), Pirenópolis (GO) e Brasília (DF). A caravana ainda foi ao Parque Nacional da Chapada dos Veadeiros (GO), ao Parque Estadual de Terra Ronca (GO) e ao Deserto do Jalapão (TO), além de outros lugares interessantes que abrigam toda a beleza e diversidade do sertão brasileiro, rumo ao destino final em Palmas (TO), onde os turistas chegaram em 15 de agosto.

"Para mim, os lugares mais legais em que estivemos foi o Vale da Lua, na Chapada dos Veadeiros, em Alto Paraíso de Goiás, e o Deserto do Jalapão. Gosto muito de viagens com essa característica de aventura. Além de ter participado do Expedition em 2005, já estive em cinco edições da Expedição Brasil Melhor", comentou a dentista Miriam Bastos, que viajou na companhia de sua tia.

Além da oportunidade de dirigir por regiões belas e, em sua maioria, desconhecidas, mesclando o conforto do asfalto com a sensação rústica dos pisos de terra, os participantes do Sertões Expedition puderam aproveitar atividades de aventura e passeios culturais. "Como se tratava de uma categoria de turismo, os lugares por onde passamos tinham essa característica como destaque. Estivemos em cidades como Caldas Novas, que é um dos destinos mais procurados de Goiás, além da Chapada dos Veadeiros, também em Goiás, que apresenta paisagens muito bonitas. Os participantes também fizeram atividades como arvorismo, canoagem, tirolesa e rappel. Todos gostaram muito, especialmente das travessias em estradas de terra, e muitos já estão planejando voltar em 2011", disse Marcos Pereira, diretor comercial da Alternativas Ecoturismo.

Marcos Moraes, organizador do Rally dos Sertões, comemora o resultado do Expedition e explica o objetivo desta categoria. "O Expedition é um mecanismo do Sertões para desenvolver os pontos turísticos do país, levando novos clientes a estes locais, e potencializar futuros pilotos a participarem da prova. Serve como um primeiro contato deles com o evento e, até agora, temos comprovado esta relação de interesse entre o participante do Expedition um dia competir no Sertões", analisou o diretor-presidente da Dunas Race, organizadora do evento.

A interação com os competidores do Rally dos Sertões e com as comunidades locais também foi destacada pelos organizadores. "O Expedition não é uma competição de velocidade, é um passeio off-road, então, conseguimos aproveitar muito mais os lugares por onde passamos. Fazemos parte da caravana do Rally dos Sertões, e isso é muito legal. Este ano foi só o reinício da categoria, uma semente plantada para as próximas edições. Esperamos expandir o projeto e as atividades, inclusive participando da ação social que o Sertões já faz e é tão elogiada", comentou José Lima, o "Sassá", diretor geral da Alternativas Ecoturismo.

Com patrocínio de Petrobras, Gillette Desodorantes e Camargo Corrêa, a 18ª edição do Rally dos Sertões conta com o apoio dos Estados de Goiás, Tocantins e Ceará e do Ministério do Esporte através da Lei de Incentivo ao Esporte. O evento ainda conta com supervisão da FIM (Federação Internacional de Motociclismo), da CBM (Confederação Brasileira de Motociclismo) e da CBA (Confederação Brasileira de Automobilismo).

Acesse o site do evento: www.sertoes.com

Siga também as notícias do Rally pelo Twitter: www.twitter.com/sertoesoficial

Galeria de fotos: Para baixar fotos de cada etapa da 18ª edição do Rally Internacional dos Sertões, acesse o link: www.sertoes.com/fotos_imprensa.html. As fotos poderão ser utilizadas apenas para fins jornalísticos.

2 comentários:

HELDER HENRIQUES disse...

Boa Noite. Gostaria de saber se uma SUV 4 X 2 pode enfrentar dunas baixando os pneus para 15 a 17 libras. Tenho uma TR4 mecânica de minha esposa e como ela é 4x4 não há problema, contudo, penso em trocar por uma SUV 4 x 2. Posso enfrentar dunas ou não. Aguardo resposta e se um SUV automático é pior em comparação a um mesmo modelo mecânico.

............................................................. SÉRGIO HOLANDA disse...

Olá Helder.

Dependendo da duna dá sim, existem algumas dunas que são bem compactadas e se tiver chovido mais ainda, mas não é fácil, até porque você irá querer fazer alguns trechos que sua 4x2 não conseguirá, além de passeios pelas praias estará arriscando perder seu veículo ao atolar na maré. Se pretendes fazer passeios nessa linha off road não te aconselho a comprar uma 4x2, até porque se ela for com tração traseira você ficará certamente atolado até mesmo em dunas mais duras.

Em relação ao tipo de câmbio o pior seria no máximo o consumo um pouco maior, pois dependendo do modelo de câmbio pode ser mais vantajoso automático que mecânico.

Abrs,

Sérjão

ps. qualquer dúvida estou às ordens.

TRANSAMAZÔNICA CHALLENGE 2011

Correio Técnico...

Tem alguma dúvida? Quer saber sobre algum assunto 4x4?
Mande um e.mail para: duvidas@transamazonicachallenge.com.br