segunda-feira, 27 de setembro de 2010

Mundo Off Road... Mitsubishi Motorsport SE

Prova, elogiada pelos participantes, exigiu destreza

Serras, rios, cachoeiras e grandes fazendas foram os principais atrativos da sexta etapa do Mitsubishi Motorsports 2010, realizada na cidade serrana de Itaipava, no Rio de Janeiro. O dia nublado e a chuva da véspera proporcionaram alguns trechos que exigiram maior destreza dos pilotos dos 4X4. Os grandes espaços abertos de fazendas da região fizeram com que muitos competidores classificassem a etapa de "tecnicamente desafiadora".

Com largada em Itaipava, os participantes tiveram de se deslocar cerca de 40 minutos até o ponto neutro da prova, em Santana do Deserto. "Esta etapa foi montada há três meses e é inédita, pois nunca fomos para essa área", explicou Lourival Roudan, diretor técnico da prova. No total, a prova teve duração de aproximadamente cinco horas.
Aproveitando as características da região, a etapa foi recheada de trilhas em grandes fazendas, com muitas estradas rurais, cachoeiras e animais de pasto, o que exigiu grande concentração das equipes.

Na categoria Graduados, para os mais experientes, os vencedores foram Fefe Gomes e Breno Almeida Rezende, de Juiz de Fora (MG), que voltaram à competição depois de um hiato de quase dois anos. Campeã em 2007 e terceira colocada em 2008, a dupla não correu no ano passado e nas etapas anteriores deste ano. A volta, conforme Fefe Gomes, foi um resgate das vitórias do passado. "A prova foi muito bacana. Há muito tempo não via poças que faziam o carro andar de lado e te obrigavam a controlar o odômetro o tempo todo. Nosso entrosamento ajudou na vitória", contou.

Em segundo lugar, os paulistanos Alfredo e Camilo Turcatto, com 410 pontos, disseram que a "prova foi excelente, bem medida, de organização perfeita". Eles destacaram que a chuva que caiu sobre a região na sexta-feira deixou alguns trechos escorregadios e outros com lama.

Na categoria Turismo, os vencedores Ricardo Wagner Neto e Carlos Alexandre Pereira Vaz classificaram esta etapa como emocionante. "Foi decidida nos décimos de segundo. O trabalho de navegação no haras, com longos espaços abertos, foi importante", afirmaram. Com o melhor resultado de sua história, a dupla já se prepara para migrar para a categoria Graduados, no ano que vem. Antes, porém, espera colocar sua Triton L200 na estrada em Ribeirão Preto. Os irmãos Bruno e Victor Bernt Eymael, segundo colocados na categoria Turismo, elogiaram a prova, mas lamentaram não ter chovido mais. "Se faltou poça, não faltaram animais, como boi, pássaros e até galinhas", brincou Bruno, de Santana de Parnaíba/SP.

Primeiros colocados na categoria Turismo Light, Fernando Machado e Luis Felipe Ribeiro também destacaram as constantes mudanças de média exigidas na prova, considerada a etapa mais complicada já disputada por eles. "A prova foi boa, mas difícil, e nos sentimos pressionados por sermos da região, da cidade de Petrópolis", disse Fernando, que completou: "foi um percurso bonito e inédito. Agora vamos para Ribeirão Preto para manter a boa sequência".

Os vice-campeões da categoria, a dupla Célio Mauro Fonseca e Matheus Ribeiro Fonseca, também consideraram o percurso difícil, puxado e, sem falsa modéstia, se assustaram com o pódio.
"Em determinado momento nosso GPS caiu, o navegador despencou, mas pelo menos não foi como em Belo Horizonte, em que a poeira levantada pelos carros à frente impedia que enxergássemos a estrada", relembrou o piloto da equipe, Célio Fonseca.
De maneira geral, os competidores aprovaram as dificuldades e o clima seco, sem poeira. Na categoria Turismo, segundo Thiago Rizzo, de Petrópolis (RJ), que dirigiu tendo ao lado a esposa Renata Petri, "a prova foi longa e cheia de pegadinhas". Na mesma categoria, a dupla carioca Paula Breves e Vilma Quintaes, primeira colocada entre as mulheres, classificou a prova como "técnica, que exigiu muita habilidade do navegador, com muitos laços e terreno enlameado".

O encerramento da 16ª temporada será na cidade de Ribeirão Preto (SP) na última semana de novembro. O Mitsubishi Motorsports Sudeste já passou pelas cidades de São Pedro (SP), Uberlândia (MG), Blumenau (SC) e Londrina (PR).

Mitsubishi Pró Brasil - Mais de 10 toneladas de alimentos foram arrecadados na etapa, uma vez que a organização do evento promove ações sociais nas cidades por onde os ralis da Mitsubishi passam. Cada equipe competidora doa 30 kg de alimentos não perecíveis e seis produtos de higiene pessoal como taxa de inscrição. Em Itaipava, as doações foram repassadas para as seguintes instituições: Associação Filantrópica da Igreja Adventista do Sétimo Dia; Lar de Crianças Nossa Senhora Das Graças; Abrigo São José Bento; e Grupo de Comunicação Espiritual (GCE).

O Mitsubishi Motorsports conta com o patrocínio de Castrol, Itaú, Gol Linhas Aéreas, Clarion, W. Truffi, Mit Financiamento, Mangels, MVC - Artecola, Automotiva Usiminas, Transzero, Mira Transportes, Claro, Mapfre, Mit Seguros, Pirelli, Dupont, Embracon, Mit Consórcio, Keko, Daslu Homem e apoio Artfix

Classificação Mitsubishi Motorsports - 6ª Etapa Itaipava

Categoria Graduados

1º Fefe Gomes/Breno Almeida Rezende (Juiz de Fora/MG) - 351 pontos perdidos
2º Alfredo Turcatto/Camilo Turcatto (São Paulo/SP) - 410 pontos perdidos
3º Acyr Alexandre Becker/Fernanda Becker (São Bento do Sul/SC) - 416 pontos perdidos
4º Luciano Calaca Azzi/Theo Guardiano (Florianópolis/SC)- 427 pontos perdidos
5º Bráulio Ferreira da Silva/Wagner Antonio de Paula (Juiz de Fora/MG) - 427 pontos perdidos

Categoria Turismo

1º Carlos Alexandre Pereira Vaz/Ricardo Wagner Neto (Ponta Grossa/PR) - 442 pontos perdidos
2º Bruno Bernt Eymael/Victor Bernt Eymael (Santana de Parnaíba/SP) - 463 pontos perdidos
3º Rodrigo E. Diener/Mauro A. Ribeiro (São Bento do Sul/SC) - 490 pontos perdidos
4º Celso Macedo/Belen Macedo (Piracaia/SP) - 512 pontos perdidos
5º Ivan da Silva Azevedo/Felipe Augusto Santos Azevedo (Belo Horizonte/MG) - 632 pontos perdidos

Categoria Turismo Light

1º Fernando Machado Soares Gama/Luis Felipe Ribeiro (Petroópolis/RJ) - 969 pontos perdidos
2º Célio Mauro de Souza Fonseca/Matheus Ribeiro Fonseca (Pouso Alegre/MG) -1200 pontos perdidos
3º Valdir de Lacerda/Elisa Borges Lacerda (Pouso Alegre/MG) - 1208 pontos perdidos
4º Luciana Casici/Mayara Casici Bueno (Pouso Alegre/MG) - 1343 pontos perdidos
5º Carlos Henrique M. Salvini/Marcelo Machado Cunha (Petrópolis/RJ) - 1700 pontos perdido

Classificação Geral do Campeonato - Etapa Itaipava

Categoria Graduado

1o ALfredo Turcatto e Camilo Turcatto (São Paulo-SP) - 57 pontos
2o Marcos Fernando Bortoluz e Marcelo Nestor Bortoluz (caxias do Sul-RS) 57 pontos
3o Acyr Alexnadre Becjer e Fernanda Becker (São Bento do Sul -SC) 52 pontos
4o Nacleto Provesam e Enedr Slva Jr ( Chapeco-SC) 49 pontos
5o Renato Ferreira Martins e Rafael Dall Bello (Belo Horizonte - MG) 49 pontos

Categoria Turismo

1o Rodrigo Eginton Diener e Mauro A.Ribeiro ( São Bento do Sul -SC) 83 pontos
2o Bruno Bent Eymael e Victor Bent Eymael (Santa Paraiba-SP) 71 pontos
3o Celso leal de Macedo e Belem Macedo (Piracaia-SP) 55 pontos
4o Carlos Alexandre Perreira Vaz e Ricardo Wagner Neto (Ponta Groosa-SC) 54 pontos
5o Sidnei Valmir Rank e Leandro Jose Machado (São Bento do Sul -SC ) 45 pontos

Texto:Imprensa Mitsubishi Motors
Foto:Ricardo Leizer

2 comentários:

Anônimo disse...

E sobre a morte do competidor da graduados nesta etapa?

............................................................. SÉRGIO HOLANDA disse...

Não foi enviado ao blog nenhum comentário oficial sobre o que aconteceu... vamos aguardar!

Abrs,

Sérjão

TRANSAMAZÔNICA CHALLENGE 2011

Correio Técnico...

Tem alguma dúvida? Quer saber sobre algum assunto 4x4?
Mande um e.mail para: duvidas@transamazonicachallenge.com.br